sábado, 15 de outubro de 2011

A morte que havia na panela é tirada

Segundo Livro dos
Reis 4.38-41
 E voltando Eliseu a Gilgal, havia fome naquele terra; e os filhos dos profetas estavam assentados na sua presença. E disse ao seu moço: Põe a panela grande ao lume, e faze um caldo de ervas para os filhos dos profetas.
 Então um saiu ao campo a apanhar ervas, e achou um parra brava, e colheu dela a sua capa cheia de coloquíntidas; e veio, e as cortou na panela do caldo, porque as não conheciam.
 Assim tiraram de comer para os homens. E sucedeu que, comendo  eles daquele caldo, clamaram e disseram: Homem de Deus, há morte na panela. Não puderam comer. Porém ele disse: Trazei, pois, farinha. E deitou-a na panela, e disse: Tirai de comer para o povo. Então havia mal nenhum na panela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário